Meus 5 maiores erros cometidos no meu Negócio Digital

Olá! Tudo bem contigo?

Hoje quero compartilhar com você meus 5 maiores erros cometidos no meu Negócio Digital nesses 5 anos de experiência.



Desde o meu primeiro blog, que era meu passa tempo favorito e super amador, eu passei a aprender coisas que me deram base para melhorar e mudar muito o meu Negócio. Mas para que eu aprendesse isso, errei muito antes.

E o que eu quero mostrar com esse artigo é que todos os dias a gente pode aprender algo novo, e além disso, podemos fazer do nosso blog, instagram, pinterest, youtube e etc uma grande oportunidade para gerar grana que nos garanta o nosso sustento.

Sim, isso é possível. Eu mesma vivo do meu negócio há mais de 6 meses. Mas isso só foi possível quando eu aprendi com os meus erros.

Então, segue a lista com os principais para que você não caia neles também!

1. Não saber me vender e vender meus serviços e produtos


O erro mais grave, com toda certeza foi o de ter medo e não saber vender o meu peixe.

Pois eu não fazia ideia de que era possível fazer isso sem mentir, enganar e usar táticas mega secretas.

Eu aprendi que o processo de vendas acontece naturalmente após a construção de uma bom relacionamento e de uma excelente gestão de Marca.


Por isso, quando a gente planeja, organiza e executa começamos a mostrar o nosso potencial e aos poucos quem nos acompanha começa a confiar na gente.

Além disso, eles passam a admirar quem você é e a forma que você faz aquilo que você faz.

Mas é claro que nesse meio sempre vai ter gente que sabe mais que você, que está fazendo muito mais sucesso que você, porém, tem gente começando e que está passando pelo que a gente já passou há algum tempo atrás, e nesse caso, sempre temos algo a ensinar.

Por tanto, quando a gente investe na nossa Marca e traçamos objetivos e metas com ela, passamos a construir um relacionamento com a nossa comunidade.
E ele é fundamental para dar força ao nosso projeto.

Por isso, uma coisa você precisa ter em mente quando começar a empreender online é que a sua comunidade vai fazer você crescer caso você saiba se relacionar com ela e gerar autoridade.



O QUE É VENDER?

Vender não é apenas na hora que alguém passa o cartão de crédito e compra da gente, as vendas acontecem todos os dias em todos os momentos.

Desde que você acorda e começa a interagir nos stories, desde que a pessoa olha seu feed pela primeira vez, desde que você faz uma postagem no blog ou um vídeo no Youtube.

Então, fica fácil entender que a gente vende nossa imagem, nossas ideias, nosso posicionamento e só depois os nossos serviços.

Agora você conseguiu perceber porque suas vendas não estão indo nada bem, né? Eu também cometi esse grande erro.

Mas nunca é tarde demais para aprender algo novo e corrigir nossos pequenos deslizes.

2. NÃO COLOCAR EM PRÁTICA

Eu passei uns 6 meses estudando muito, fazendo cursos, analisando perfis de sucesso, lendo e pesquisando.

E eu colocava menos de 10% em prática do que eu aprendia, porque, de acordo com a minha estratégia furada, era preciso eu estar 100% pronta, com todo o conhecimento na cabeça, para dai, então, fazer acontecer.

Erro bem grave!

Uma das coisas que eu passei a entender e quero que você fique consciente é de que a gente nunca vai estar pronta! A gente nunca vai saber se algo funciona ou não se não colocarmos em prática.

Então, a dica é: estude 30% do seu tempo, porque os estudos são mega importantes, planeje 10% do seu tempo, pois saber pra onde vamos é fundamental e execute 60% com o restante do seu tempo.

Não termine um curso e só depois coloque em prática, já vai fazendo com aquilo que você aprendeu hoje, já testa. E amanhã tenta de novo e de novo.

E eu só aprendi isso quando resolvi deixar a vergonha e a insegurança de lado e passei a colocar a cara a tapa!

Comecei o curso Criadores de Conteúdo em agosto do ano passado e no início de outubro comecei a colocar em prática o que eu tinha aprendido, eu estava com 40% do curso em andamento, mais ou menos.

O resultado foi que eu consegui 1 cliente em menos de 15 dias depois e no mês seguinte tive a procura de uma Consultoria sobre Criação de Conteúdo.

De lá pra cá, já atendi mais de 10 clientes e recebi alguns convites para participar de projetos ultra mega power importantes! E isso foi em menos de 4 meses!

O que isso significa? Que a prática é o que mostra de verdade o que a gente sabe.

E pra gente saber como tem que fazer a gente testa, erra, corrige, melhora, adapta e faz de novo.



3. NÃO SABER CONSTRUIR E GERIR UM NETWORKING

Eu sempre fui uma menina muito introspectiva. Cultivava poucos amigos e sempre tive dificuldades em fazer novas amizades.

O pior de tudo nem era a timidez, era a insegurança. Eu não gostava do meu rosto, da minha voz, do meu corpo. Não me sentia bem comigo mesma.

Então, em maio de 2019 iniciei um processo profundo e lento de autoconhecimento com a ajuda de terapia cognitiva e hipnose, e com isso, passei a ressignificar antigos pensamentos e comportamentos.

Outra grande sacada foi começar a estudar Neurociência e Neuromarketing.
Isso me fez entender como o meu cérebro funciona e como as pessoas fazem suas escolhas.

Então, com esses conhecimentos em mãos, ou melhor, na cabeça, comecei a interagir de outra forma com as pessoas.

E o resultado foi que hoje em dia, cultivo uma rede de contatos com pelo menos 15 pessoas que são donas de empresas ou projetos que tem haver comigo e que elas já fazem sucesso.

Além disso, comecei a criar outras redes de contato com quem estava começando, para que eu pudesse ajudar com o que eu sabia também.

E de repente, as coisas começaram a fluir, e não era de maneira forçada nem nada.

Eu estou conseguindo fazer isso de forma natural, pois eu entendi que o que eu sentia antes, era apenas uma forma de autodefesa, mas que ela não fazia mais sentido nos meus planos para o futuro.

Inclusive, há 3 anos  aprendi um conceito de minimalismo de que as coisas que não são fundamentais, precisam ser deixadas de lado.

Então, entendi que a minha timidez e insegurança não iam me levar a lugar algum. E impediriam o meu crescimento.

Por isso, saber construir uma rede inteligente e influente de contatos é essencial para ampliar seus resultados.


4. TER MEDO DE SER AUTÊNTICA


O maior medo que enfrentei nesse tempo todo foi o de ser autêntica, o de mostrar a Milene dos bastidores, aquela que tá sempre fazendo piada ou puxando a orelha. Aquela que tá sempre disposta a ajudar e a fazer zueira quando necessário.

A Milene entre os amigos não é aquela moça séria que eu desenvolvi para ser "respeitada".

Eu achava que se eu fechasse a cara e agisse como "adulta séria" eu seria mais respeitada, e realmente fui, mas não foi pela postura que criei e sim pela minha forma de trabalhar e pelos resultados que eu conseguia ter.

O que eu mais escutava era "nossa, a Milene tem uma cara de brava". Mas quem era meu amigo de verdade dizia: "capaz, ela é super de boas e divertida".

Então eu percebi que esse "buraco" que eu tinha causado entre quem eu era e o que as pessoas percebiam precisava ser reparado.

Mas, enfrentar meus medos do julgamento e a minha energia instável que a depressão causa, foi um duelo de titãs!

Eu precisei diariamente, me soltar.

Nos stories, nos textos que eu escrevia, nos contatos que eu fazia e com cada pessoa que eu interagia durante o dia.

Dentro de 1 ano, mais ou menos, consegui já mostrar uns 80% de quem eu sou e o que eu penso. Eu sei que ainda falta bastante coisa, mas eu não quero me forçar a nada, pois sei que é um processo natural de amadurecimento.

E somente quando eu comecei a agir como a Milene dos Bastidores tive os melhores resultados possíveis.

Eu sei que esses resultados foram uma junção de coisas, e que dentre elas estava a minha coragem de ser autêntica e ligar o foda-se para a opinião de quem não fazia parte do mundo que eu queria construir.



5. NÃO TER PLANEJAMENTO

Eu nunca fui a pessoa mais organizada do mundo. Meu quarto sempre foi um pouco bagunçado, mas, jamais perdia a entrega de trabalhos e as datas de provas.

Na escola eu me comportava com muita responsabilidade, e talvez, isso tenha me ajudado também.

Mas foi só aos 16 anos que tudo que muita coisa fez sentido. Pois foi quando eu comecei a fazer um estágio remunerado.

Eu ganhava exatamente R$ 648,47 e organizava minhas finanças numa planilha do excel. Mas planejamento não é só registrar as informações.

Aprendi errando que planejar é o que dá o nosso direcionamento de vida.

Então, não tem como você ser apenas uma pessoa organizada que mantém as coisas sob controle. É preciso um planejamento de vida para saber: onde estamos, onde queremos ir e o que precisamos fazer para chegar lá.

Por isso, quando eu aprendi a executar um bom planejamento, seja dos negócios ou de objetivos pessoais, passei a ter melhores empregos, melhores salários e mais destaque.

Mas, se você não sabe como se planejar e organizar a vida vou sugerir algumas postagens que estão aqui no blog



Eu tenho certeza de que se você não cometer esses mesmos erros e decidir aprender a se vender, colocar em prática o que aprende, saber construir um bom networking, ser uma pessoa autêntica e saber se planejar.... minha linda e meu lindo.... ninguém vai parar você!

Nesse momento eu estou focada nesses cinco passos para melhorar a minha produção de conteúdos e também para aumentar a minha renda com o meu Negócio.

E se você gostou dessas dicas compartilhe ela com alguém que você se importa muito e deixe o seu comentário se eu consegui te ajudar.

ME SIGA NO INSTAGRAM |  Milene Farias
ME ENCONTRE NO PINTEREST | Milene Farias

4 comentários

  1. Adorei o seu blog, e esses erros são muito parecidos com os meus...obrigado por compartilhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ariane! Tudo bem contigo? Que maravilha saber que você gostou do blog! ♥️

      A gente precisa compartilhar o que aprende sempre😊

      Excluir
  2. Você é show! Parabéns por esse artigo e o artigo sobre home office!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jhonny! Grata pela sua mensagem.
      Espero ter ajudado de alguma maneira.

      Excluir

Obrigada por comentar! Assim que possível venho aqui para responder você. Beijos!