Como ser produtiva trabalhando em casa

Trabalhar em casa foi e ainda está sendo a realidade de milhares de pessoas ao redor do mundo, mas de uma forma forçada, sem escolha e quase desesperada.

Devido à quarentena, os profissionais e as empresas precisaram de virar nos 30 e fazer o que podiam, de casa, mesmo.

Mas isso gerou bastante ansiedade, irritabilidade e diminuiu muito a produtividade desses profissionais, e tudo isso porque: trabalhar em casa não é tão simples como as pessoas pensam.




Eu já estou trabalhando somente na minha casa tem mais ou menos uns quatro meses, mas antes disso, eu já usava bastante a internet para estudar e trabalhar.

Então, quando eu estava fora do horário do meu trabalho CLT, eu continuava enfrentando meu terceiro turno em casa. Cuidando do blog, do instagram, do Pinterest e a vida continuava.

Só que trabalhar de casa sempre foi o meu sonho, desde que eu me lembro que foi aos 12 anos quando tive contato com um computador pela primeira vez na vida.

E foi naquele momento que eu decidi: um dia vou trabalhar só com um computador e a internet e vou ter um blog!




Mas, essa aventura de trabalhar em casa exige muito mais do que a gente imagina. E é muito mais difícil manter a concentração e a produtividade.

Além disso, se você trabalha sozinha em casa, teoricamente não há ninguém cobrando nada de você.

Porém, algumas estratégias são fundamentais para aumentar a nossa produtividade e os resultados trabalhando de casa.

E se essa não for mais uma opção, para você, e por algum motivo, vai precisar, a partir de hoje trabalhar em casa, então, esse post vai te ajudar!


OS INIMIGOS DE QUEM TRABALHA EM CASA:


A procrastinação, a falta de foco, falta de prioridade, de objetivo ou simplesmente a falta de uma rotina podem complicar muito a vida de quem decide trabalhar em casa, seja em período integral ou no tempo que resta após o trabalho CLT.

E aqui estão todos os motivos que te fazem produzir menos e até mesmo, cansar mais!

1. FALTA DE ROTINA


Sem você criar uma rotina de trabalho fica bem difícil ser mais produtiva.

Por isso, adote horários de ir para cama e se levantar.

Crie um ritual na hora em que você acorda, como, por exemplo: tomar um banho, alongar o corpo, tomar um café em silêncio e sem pressa, fazer uma oração pelo seu dia, abrir a agenda e ver o que precisa ser feito.

E durante o dia também crie rotinas, como pequenas pausas ao longo do trabalho. Momentos para dar uma caminhada pela quadra, se isso for possível, ou para ver suas redes sociais.

Além disso, adote horários para início e término de expediente.

Pois isso ajuda você a não ficar o dia inteiro "em cima" do computador ou celular. Mas, se controlar o tempo for difícil, coloque um despertador para simbolizar o fim do expediente para desligar tudo e descansar.

Também crie uma rotina noturna: um banho quente, um chá de camomila, fazer uma automassagem nos pés e pernas, ler, estudar durante 1 hora e deixar qualquer tela longe, pelo menos 1 hora antes de deitar na cama.

Afinal, a qualidade do sono interfere diretamente na nossa produtividade do dia seguinte.

Então, se você dorme tarde e precisa acordar cedo, acaba tendo um dia muito mais pesado que o normal. Da mesma forma que acordar muito tarde te deixa com preguiça e o dia se arrasta, sem você ter muita vontade pra fazer as coisas.

Eu já passei pelas duas situações, e não recomendo!


2. NÃO SABER ORGANIZAR O TEMPO

Junto da rotina, você precisa usar alguma ferramenta que te ajude a organizar melhor o seu tempo.

E essa ferramenta pode ser um planner, uma agenda de papel ou uma agenda eletrônica, até mesmo alguns aplicativos como o Trello, Google Keep ou o Todoist que ajudam nesse processo.


Por tanto, organize o seu tempo para cada atividade, não importa se serão 30 minutos ou 2 horas. E então foque somente nessa atividade nesse tempo que você reservou pra isso.

Contudo, se você não tiver um mínimo de disciplina, fica difícil. Então, esses aplicativos podem ir treinando sua auto disciplina.


3. NÃO FAZER A LISTA BACK UP

Sempre que você sentir que está atolada de coisas para fazer, sabe aquela sensação de "eu não sei pra onde eu me atiro primeiro?". Pois então, é nesse momento que a gente precisa ser estratégica e agir como as máquinas!

Por isso, faça uma lista backup de todas as suas tarefas. Não fique guardando tudo na cabeça. Despeje TUDO ali, o que tem que ser feito, o que está atrasado, a quantidade de coisas a serem criadas, se precisa de ajuda de alguém ou não, enfim descarregue tudo numa lista.

Ao fazer esse processo vai tirar uma sobrecarga gigante que estava só causando ansiedade, estresse e canseira na sua cabeça.

Então, essa lista back up pode ser quebrada em várias partes e distribuídas ao longo do dia ou da semana.

E outra coisa super importante: Foque em UMA COISA DE CADA VEZ. Esse é um dos segredos.

Pois se você fizer um pouco de cada de cinco coisas diferentes, vai acabar fazendo cinco coisas pela metade ou alguma delas errada.

Por tanto, focar em uma tarefa de cada vez diminui os erros e aumentam muito nossa produtividade.


4. NÃO SABER DEFINIR QUAIS SÃO AS TAREFAS PRIORITÁRIAS

Nessa lista gigante de coisas para fazer, uma coisa que ajuda muito quem trabalha em casa é definir as prioridades do dia seguinte.

Ou seja, toda noite, antes de encerrar o expediente, defina as suas três tarefas que são prioritárias, inadiáveis e extremamente importantes que você VAI TER que fazer amanhã. Não é uma, nem quatro: são três.

Essas tarefas podem ser classificadas de acordo com a complexidade delas ou o tempo que leva para fazer. Então, é mais inteligente eu organizar as três tarefas que mais consomem tempo em dias diferentes do que tentar fazer todas elas no mesmo dia.

ㅤ| Você pode gostar desse artigo: O melhor método de Produtividade!

5. NÃO ELIMINAR AS DISTRAÇÕES


Se tem uma coisa que acaba com a energia de quem trabalha em casa são as distrações: redes sociais, youtube, cama, sofá, notificações do telefone, duzentas e trinta abas abertas no computador quando você está fazendo uma única coisa.

Por isso, vou te ensinar uma técnica muito usada no Japão: O SEIRI.

Como executar o Seiri? Sempre que for sentar para trabalhar se pergunte em voz alta:

1. O que eu vou fazer agora?
2. Preciso do que para fazer isso?
3. Está tudo aqui? Posso começar agora?

Isso evita que você fique levantando toda hora e interrompendo seu fluxo de trabalho. E também que você volte a focar na atividade que precisa.

Então, isso funciona para a seguinte situação: você pegou o celular na mão pra entrar em redes sociais durante uma tarefa? Então se pergunte em voz alta: O QUE EU TENHO QUE FAZER AGORA?

Pode apostar que você vai largar o celular rapidinho e voltar a se concentrar na tarefa que precisa ser feita.

6. NÃO TER UM LOCAL PARA TRABALHAR

Sem ter um local para estudar ou trabalhar em casa, seu rendimento vai ser bastante comprometido.

Mas calma que eu não estou falando de um escritório moderno, com cadeira de couro, ar condicionado e móveis novos.

Faça o que você pode com o que você tem, e com o passar do tempo e do dinheiro que for entrando você vai equipando seu local de trabalho.

O essencial aqui é ter uma mesa, uma cadeira, uma boa conexão com a internet e um computador. O resto a gente improvisa!

E outra coisa que ajuda bastante quando você tem um local para trabalhar é a privacidade que consegue ter.

Então, avise para seus familiares: agora preciso trabalhar/estudar, por isso, até às X horas não me interrompam, preciso estar focada.

E esqueça o mundo, a louça, a casa pra varrer. Mas, se isso realmente te incomoda, levante 30 minutos antes e organize a casa para então focar nas suas atividades.

7. NÃO TER METAS DEFINIDAS


E sem dúvidas, o que mais atrapalha quem decide ou precisa trabalhar em casa é a falta de metas.

Sem elas é como correr no escuro. Você faz muito, mas sem saber se o que faz dá resultado e sem saber se o que está fazendo está certo ou errado.

Por isso, trace metas para a tua carreira ou para o seu negócio.

Desafie-se! E mantenha um mural com essas metas bem visíveis para que durante o trabalho você possa olhar para elas e saber porque está fazendo aquilo que está fazendo.

E lembre-se que suas metas precisam ser: Específicas, realistas, importantes e com data definida.

Pois metas não são apenas números, são nossos sonhos e nossas conquistas.


8. TRABALHAR DE PIJAMA

Sim, trabalhar em casa te permite usar a roupa que você bem entender, mas, se você fica de pijama o dia todo pode acabar procrastinando algumas tarefas.

Você tem que se sentir desperta, preparada para criar, pensar, agir, resolver problemas e movimentar seu negócio, então, precisa estar se sentindo fisicamente e mentalmente mais disposta.

E por isso, um dos conselhos que eu te daria é seguir aquele ritual matinal que falei no primeiro tópico da lista e colocar uma roupa confortável para trabalhar, como se fosse o teu "uniforme", assim o cérebro vai diferenciar o momento de trabalho e estudo com o de descanso, já que você vai estar quase que 24 horas por dia no mesmo ambiente, que é a sua casa.

9. NÃO SABER COMO USAR A INTERNET PARA FAZER DINHEIRO


Uma das grandes dúvidas de quem decide trabalhar em casa é sobre "como ganhar dinheiro na internet"

E essa também foi a minha maior dúvida e dificuldade e que me fez perder tempo e dinheiro até conhecer o Fórmula Negócio Online.

Com esse curso eu aprendi a vender produtos e serviços de afiliados e conseguir monetizar o meu blog.

Aos poucos comecei a ter mais consistência, mais visitas e mais vendas, e é incrível como é fácil. Coisa que eu achava ser impossível antes.

Então, se você tiver a fim de investir num treinamento que vai te ensinar a usar a internet para fazer grana, bora conhecer o Fórmula Negócio Online

Que, inclusive, está com um mega cupom de desconto de R$ 150,00 de presente de Páscoa! Eita que no meu tempo não tive essa sorte, não!


O LADO BOM DE TRABALHAR EM CASA

Então, agora que você já sabe se organizar, criar a própria rotina, definir metas e controlar a produtividade sem distrações fica muito mais fácil trabalhar em casa de forma produtiva!

E se você ainda não se convenceu de que é super positivo trabalhar em casa vou listar algumas razões:

1. Você não se estressa com o trânsito, nem perde tempo de deslocamento.
2. Você não gasta gasolina.
3. Você economiza dinheiro não almoçando fora.
4. Você pode fazer o seu próprio café ou chá.
5. Você pode ir no seu banheiro no meio tarde sem nóia! hahaha quem tem o intestino preso vai entender.
6. Você tem liberdade de tempo, no caso consegue organizar os próprios horários.
7. Você também tem liberdade de espaço. Então, se um dia você quiser levar seu notebook para um café e trabalhar lá está tudo bem.
8. Você pode tirar um cochilo na sua cama quando sentir que estiver muito cansada.
9. Você pode construir a sua própria renda, dependendo de como e com o que você trabalha.
10. Você pode trabalhar de chinelos, se quiser, e se vestir como ficar mais confortável.


E fora todos esses benefícios você está num ambiente que ama, que se sente protegida e confortável que é só seu e pode modificá-lo como bem entender.

Por tanto, trabalhar em casa tem os seus privilégios mas não é tão simples quanto alguns imaginam.

E para driblar todas essas armadilhas da procrastinação é preciso muita disciplina e organização.

Então, se você gostou desse post deixe o seu comentário ou compartilhe com a sua amiga!

2 comentários

  1. Ótimas dicas!!! A readaptação da rotina é muito complicada, obrigada <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leti! Que bom que você gostou ♥️
      Realmente é tudo uma questão de adaptação.

      Excluir

Obrigada por comentar! Assim que possível venho aqui para responder você. Beijos!