[RESENHA] #86: Juntos para Sempre de W. Bruce Cameron

FICHA TÉCNICA

Autor: W. Bruce Cameron
Título: Juntos para Sempre 
(Vol. 2 de "Quatro Vidas de Um Cachorro)
Ano de Publicação: 2018
Editora: Harper Collins Brasil
Nº páginas: 318
Gênero: Ficção / Romance Americano




SINOPSE

A continuação de Quatro vidas de um cachorro, o best-seller do The New York Times que emocionou milhões!

Amigão, agora um cão velho que sentiu que cumpriu o seu objetivo de vida (ou vidas) vive feliz com Hannah. Porém, quando Gloria, uma aspirante a cantora, chega com Clarity, uma neta que Hannah não sabia que existia, Amigão se responsabiliza pelo bem-estar da menina, em especial ao ver o quanto Gloria não se importa com a própria filha. Assim, uma nova jornada começa, e o animal tem um novo objetivo: proteger e amar Clarity da forma incondicional que apenas um cachorro pode fazer.


{SPOILER ALERT - pode conter alguma informação do primeiro livro - Resenha aqui}


RESENHA

Quando Amigão se despediu de Ethan, seu menino, ele pensou já ter cumprido a sua missão. Até que um dia ele conhece Clarity June, filha de Glória e de Henry, a neta de Ethan e Hannah.

Na fazenda, Amigão percebeu que tinha que proteger a pequena Clarity, que era curiosa e acabava sempre ficando em situação de perigo. Amigão amava aquela menininha, ele também amava Hannah, mas Gloria era rude com ele e dizia não suportar cachorro, nem sequer queria deixar Clarity perto dele.

Os dias foram passando e Clarity fora embora junto de sua mãe, que não era nada responsável e parecia nem se importar com a menina, vivia dizendo que sua carreira de cantora foi interrompida quando teve Clarity. Amigão percebeu que a menininha precisava ser protegida, era isso o que Ethan certamente iria querer dele, até que os anos se passaram, Amigão envelheceu e se preparou para sua partida, já sabendo que uma nova missão tinha se iniciado.

Amigão agora renasceu como Molly, uma misturinha de Cocker Spaniel com Poodle. Ele e seu irmão, Rocky, foram rejeitados pela sua família por serem misturas e provocarem alergia no filho deles. 

O destino tratou de trazer Clarity, agora uma adolescente com 17 anos, para perto de Molly. E Lá estava ela, a sua menina que Molly sabia que a amaria e a protegeria até cumprir sua missão.

Com o desenrolar da história seremos envolvidos com o drama da Clarity - a CJ (abreviação de Clarity June) que sofre com a falta total de amor e carinho de sua mãe. CJ ainda sofre de bulimia e se mete em muitas confusões. Mas Molly estará lá para protegê-la.

Eu não confiava em pessoas que não gostavam de cachorros.


Dramas familiares. Amor. Amizade. Construção de caráter. Tudo isso é narrado pela alma inocente e já experiente de Molly/Max/Toby.

Sem dúvidas é uma das histórias mais lindas que já li e que nos fazem crer que temos sim uma missão aqui na Terra e os cachorros são anjos enviados para nos proteger, nos confortar e nos amar incondicionalmente.

Termino essa resenha chorando e muito!


Quero deixar uma homenagem ao Rex, meu daschund que me acordava todas as manhãs quando eu era criança. Ao Bethoven que viveu comigo por um curto período de tempo mas que o amei demais. Ao Fofo, meu vira-lata terrível que roía meus sapatos e detestava banhos e viveu comigo na minha adolescência. E agora ao Duque, meu pitbull de 9 anos mais amoroso do mundo e que fica do meu lado me confortando quando estou triste, ama banhos e que está enfrentando um câncer com muita alegria, passeios e petiscos.





PONTOS FORTES:

* Narrativa feita pelo cãozinho de uma forma tão inocente, divertida e triste algumas vezes.
* Os encontros e desencontros da vida e que nos levam de alguma forma para nosso destino são tratados com muita sutileza.

* Os temas tratados aqui são muito mais delicados que os do primeiro livro, um dos motivos era que o cachorro já era uma alma experiente e sua narrativa já era mais contextualizada com as suas vidas anteriores, e outra porque envolve uma menina com problemas familiares e toda a consequência disso na vida adulta.



PONTOS FRACOS:

* Ele acaba com o seu coração (de um jeito bom) mas você vai ficar chorando muito com a mensagem no final do livro.


VEREDITO

Foi uma experiência enriquecedora conhecer o Toby-Bailey-Ellie-Amigão-Molly-Max-Toby ele me ensinou que a vida pode ser muito simples e basta amar as pessoas e ficar ao lado do seu cachorro que ele faz o resto.

A mensagem final que o autor quis passar foi a de valorizar cada momento que vivemos e tentar encontrar o nosso propósito, às vezes Deus precisa enviar anjos para nos guiar na busca desse propósito e eles sabem muito bem o que precisam fazer.
Amei cada segundo esse livro e o recomendo para todos!


CLASSIFICAÇÃO DA MI:
Favoritei e dei 5 estrelas!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Assim que possível venho aqui para responder você. Beijos!