Desafios de uma escritora iniciante

Há exatamente 1 mês eu resolvi de vez que iria, finalmente, escrever meu livro. E chegar a essa decisão poderia ter sido um processo muito simples. Mas não para mim.


Sempre quis ser escritora, desde quando era uma criança e lia histórias sobre duendes e fadas. Eu tinha vários cadernos com pequenos esboços, contos, desenhos e tudo o que eu achasse que era importante para fazer os meus livros.

Mas a vida vai acontecendo e entramos no piloto automático, então começamos a fazer escolhas que tornam a vida ocupada demais para sonhar.





Depois de um longo processo de autoanálise e autorreflexão, redescobri minha essência e deixei de lado todos os medos. 

Hoje tenho ao menos 4 esboços prontos de histórias aguardando mais pesquisas e uma delas já está em desenvolvimento. Consegui escrever em torno de 60 páginas. Definitivamente isso é um começo! hehehe

Então hoje eu queria falar sobre os desafios que tenho enfrentado nesse momento da minha vida de escritora.

1. Técnicas

Escrita não é só inspiração e um monte de frases bonitas. É necessário saber as técnicas de escrita para construir uma boa narrativa, personagens e enredo.
Foi o primeiro baque que tive ao começar a escrever. Essa história que estou escrevendo agora foi iniciada muitos meses atrás, mas me senti perdida e insegura para dar sequência. É aquela sensação de "eu não sei como fazer isso ficar melhor" mas você sabe que tem como, aí precisa estudar e ler muuuuuuuuuito.

2. Tempo

Eu trabalho fora, tenho uma casa para cuidar, tenho as leituras e produção de conteúdo do blog, tem a minha carreira, meus estudos e tudo isso exige um tempo e uma energia monstra, por isso, tem dias que é simplesmente impossível escrever. Aí trabalho com uma agenda. Onde reservo alguns momentos na semana para me isolar e só escrever. Fecho a porta, desativo notificações do celular e é foco total até sair 2 mil palavras naquelas páginas em branco do word.

3. Autoconfiança e autocrítica

Agora mesmo estou pensando que minha história não é tão boa assim e nem faço ideia se vou conseguir terminar.
É uma luta constante acreditar que sou capaz de criar uma história legal e deixar de ser tão crítica. A comparação e o medo do julgamento é algo natural e que preciso controlar, caso contrário eu paraliso e acabo abandonando.


4. Amadorismo

Escrever além de ser uma arte é uma expressão da nossa própria alma, são as nossas ideias, desejos e sentimentos ali registrados na vida de personagens e nas ações e dramas deles. Mas saber exatamente a forma de fazer isso e de um jeito natural é um desafio. 
Li uma frase que dizia assim "uma leitura fácil é uma escrita difícil" e agora sei o quanto.

Então, pessoal, esses são os meus maiores desafios no momento. Não está sendo fácil, mas estou orgulhosa demais por já ter dado vários passos e estar batalhando contra essas dificuldades.

Amanhã será o dia de revisão do enredo, e escrita de mais alguns capítulos. E então vou mandar para os meus leitores beta, morrendo de medo e insegurança mas feliz por saber que as opiniões deles serão de extrema importância para tornar o meu sonho real e em algo bem feito.

Beeijos e até o próximo post!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Assim que possível venho aqui para responder você. Beijos!